Treinador Fernando Agostini comenta sobre a vinda de técnicos do exterior para o futebol brasileiro

Onze!Press Comunicação - Produção de Conteúdo Esportivo - CLIQUE AQUI

Sapucaia do Sul (RS) - Nesta temporada, os clubes brasileiros, especialmente da Série A, contrataram muito mais treinadores do exterior do que em anos anteriores. Até esta segunda-feira, antes das saídas de Domènec Torrent do Flamengo e do Eduardo Coudet do Internacional, eram seis profissionais de outros países no comando de times da Série A. O treinador Fernando Agostini acredita que a presença dos técnicos estrangeiros seja uma situação passageira. "Isso se deve ao grande trabalho do Jorge Jesus na sua recente passagem pelo Flamengo, o que gerou uma moda contratar treinadores de fora. Mas, acredito que isso irá passar, assim como passou a moda de contratar técnicos mais jovens, depois foi a vez de treinadores mais experientes", destacou Fernando Agostini

Treinador brasileiro precisa ser mais respeitado

Para o treinador Fernando Agostini, o profissional brasileiro precisa ser mais respeitado "Acredito que em seguida os técnicos brasileirão irão voltar a dominar o mercado. Quero deixar claro aqui, que é importante ter esta troca de experiência e conhecimento. Porém, o grande erro dos clubes foi achar que sendo estrangeiro tudo seria resolvido e não é assim, precisa ter estrutura e planejamento fora de campo. O treinador brasileiro precisa ser mais valorizado", completou o treinador Fernando Agostini.

A carreira do treinador Fernando Agostini

O último clube comandado pelo treinador Fernando Agostini, 38 anos, foi o Cruzeiro, de Cachoeirinha, durante o Campeonato Gaúcho da Divisão de Acesso deste ano. Além do Cruzeiro, o treinador Fernando Agostini também trabalhou como auxiliar no Esportivo de Bento Gonçalves, técnico principal no Guarany de Camaquã, Sapucaiense e Brasil de Farroupilha. O treinador Fernando Agostini avalia algumas sondagens e aguarda por novos desafios para dar sequência na carreira.


CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS DO TREINADOR FERNANDO AGOSTINI