29 de outubro - Dia Nacional do Livro

Em 29 de outubro, comemora-se o Dia Nacional do Livro. A escolha da data deu-se em homenagem ao dia em que também foi fundada a Biblioteca Nacional do Brasil, localizada no Rio de Janeiro, quando a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para a colônia, em 1810.

História do livro

O que nem todo mundo sabe é que, inicialmente, os livros eram bem diferentes do que são hoje. Para quem está acostumado com livros de boa aparência, com revisão ortográfica e uma capa bem diagramada, saiba que, antes disso, na Antiguidade, os livros eram feitos de outro modo. O papel chegou na Idade Média e os livros, ainda escritos à mão, começaram a substituir os pergaminhos. Em meados de 1455, o alemão Johannes Gutenberg causou a mudança que veio a ser revolucionária para a história da escrita. Gutenberg criou uma técnica de prensa com uma impressora que reproduzia letras e símbolos com relevo esculpidos em metal. 

Primeiras impressões

A primeira impressão de um livro por Gutenberg foi a Bíblia. O exemplar foi escrito em latim e teve 1.282 páginas.  No Brasil, o primeiro livro impresso foi Marília de Dirceu, do autor Tomás Antônio Gonzaga, em 1810.

No card, foto do jornalista Eduardo Pires, autografando o livro O Gigante Invisível, que conta o título gaúcho conquistado pelo Esporte Clube Novo Hamburgo em 2017, e editado pela Onze!Press Comunicação - Produção de Conteúdo Esportivo


Fonte: Site BrasilEscola