Igor Carvalho sugere como deve agir o gerente executivo de futebol neste período de pandemia


Pato de Minas (MG) - Neste período de pandemia do novo coronavírus, o clubes estão tomando várias decisões com o objetivo de evitar prejuízo econômico em um futuro muito próximo. Dentro deste contexto está o trabalho do gerente executivo de futebol, que terá a missão de contratar jogadores que se ajustam na realidade atual do clube. Para o gerente executivo de futebol Igor Carvalho, outro desafio é o calendário, que vai afetar muito, principalmente, para as equipes pequenas. "Terá choque de competições e muitos atletas não renovarão ou terão alguma proposta melhor de outra equipe. O fato, segundo ele, é que também a parte financeira de um modo geral afetou drasticamente os clubes que estão tentando se reinventar de todas as formas", destacou o gerente executivo de futebol Igor Carvalho

Clubes terão que buscar alternativas

De acordo com o gerente executivo de futebol Igor Carvalho (foto), que está disponível para receber novas propostas, o fato é que, a partir de agora, o normal será algo diferente do normal de antes. "Tanto jogadores, comissão técnica, clubes e executivos de futebol vão ter que se reinventar e buscar uma alternativa para dentro da realidade de cada clube buscar o melhor e de alguma forma tentar voltar ao novo normal o mais rápido possível", ressaltou Igor Carvalho.

Como será o futebol pós-pandemia?

O gerente executivo de futebol Igor Carvalho, coloca uma pergunta diante de tudo que estamos vivendo. "Como será o futebol após esse período de pandemia é algo que não conseguimos responder com tanta precisão. O desafio será entender e aceitar que máscaras, álcool em gel e luvas (além das de goleiro) serão tão corriqueiros quanto uniformes, bola e gols. É o novo futebol pós-pandemia. O que torna o trabalho, principalmente, para o executivo de futebol e toda a sua comissão técnica mais intensa, a primeira coisa para voltar ao futebol é conhecer a situação da equipe", completou Igor Carvalho, que atuou como gerente executivo de futebol do Esporte Clube Mamoré (MG), em 2019, alcançando o objetivo do clube que era o acesso para o Módulo II do Campeonato Mineiro em 2020. 

✍️ Eduardo Pires