Treinador Pingo avalia nova regra da Fifa que instituiu cinco substituições

A medida visa proteger e preservar o bem-estar dos jogadores no retorno do calendário esportivo em meio a pandemia do novo coronavírus

São Francisco do Sul (SC) - A International Football Association Board (IFAB), junto à FIFA, aprovou uma emenda temporária às ‘Leis do Jogo’ que vai permitir os clubes fazerem cinco substituições por partida. A medida visa proteger e preservar o bem-estar dos jogadores no retorno do calendário esportivo em meio a pandemia do novo coronavírus. O treinador Pingo aprovou a nova regra que instituiu cinco substituições. "Foi uma decisão acertada da Fifa. O aumento no número de substituições durante um jogo oficial irá trazer vários pontos positivos, entre eles, diminui o desgaste físico do time, mais motivação dos jogadores que estarão no banco de reservas, e a possibilidade do treinador realizar variações táticas", destacou o treinador Pingo (foto). 


A carreira do treinador Pingo 

Com uma carreira vitoriosa, o treinador Pingo está completando dez anos de carreira, que iniciou carreira em 2010 no Juventus de Jaraguá. Na sequência, assumiu o Caxias (SC). Em 2014, comandou o Brusque, realizando uma grande campanha no Estadual. O treinador Pingo também possui trabalhos no Metropolitano e Tombense. Em 2017, voltou ao Brusque, quando levou o clube à segunda fase da Copa do Brasil. No mesmo ano, o treinador Pingo assumiu o Joinville. Em 2018, o treinador Pingo assumiu o Brusque pela terceira vez, conquistando o tetracampeonato da Copa Santa Catarina e avançando à segunda fase do Brasileirão da Série D

No primeiro semestre do ano passado, o treinador Pingo comandou o Caxias (RS), ficando na 3ª colocação geral do Gauchão. E de julho de 2019 até março deste ano, o treinador Pingo comandou o Tubarão. Agora, aguarda por novos desafios, para dar sequência na sua carreira. 

✍️ Eduardo Pires
📷 Vitor Soccol