Quem trabalha no futebol e com futebol, também é trabalhador!


1º de Maio é o Dia do Trabalho

O Dia do Trabalho é uma data comemorativa internacional, dedicada aos trabalhadores, celebrada anualmente no dia 1º de maio, em quase todos os países do mundo, sendo feriado em muitos deles.

A homenagem remonta ao dia 1 de maio de 1886, quando uma greve foi iniciada na cidade norte-americana de Chicago, com o objetivo de conquistar condições melhores de trabalho, principalmente a redução da jornada de trabalho diária, que chegava a 17 horas, para oito horas.

Com a chegada de imigrantes europeus no Brasil, as ideias de luta pelos direitos dos trabalhadores vieram junto. Em 1917, houve uma Greve geral. Com o crescimento do operariado, o dia 1º de maio foi declarado feriado pelo presidente Artur Bernardes, em 1925.

Trabalhadores no futebol

O glamour faz com que muitos imaginem que ser jogador de futebol no Brasil é sinônimo de riqueza e independência financeira. Longe disso. Dados publicados pela Folha de São Paulo e com base em relatórios do extinto ministério do trabalho atestam que apenas 3% dos jogadores brasileiros ganham acima de R$ 51 mil. No ano passado, o ganho médio encontrava-se em R$ 3656. Convenhamos: longe para ter capacidade de arrematar um palacete.

Da mesma forma, para os profissionais que compõe as comissões técnicas. Poucos possuem rendimento superior a R$ 10 mil por mês. Isso, sem contar, com a instabilidade no futebol brasileiro

A Onze!Press Comunicação - Produção de Conteúdo Esportivo, parabeniza o todos os trabalhadores, e deseja muitos outros anos de sucesso em suas profissões!