Governo do RS irá avaliar o retorno do Campeonato Gaúcho

Governador Eduardo Leite descarta volta dos jogos com a presença de torcedores



Na tarde desta terça-feira, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, esteve reunido com o governador Eduardo Leite, no Palácio Piratini (foto), quando foi apresentado para o chefe do Executivo o protocolo elaborado pela FGF com sugestões a serem seguidas em caso de reinício da disputa do Gauchão Ipiranga 2020. O documento contempla uma série de medidas de segurança e de questões que envolvem a saúde.

Protocolo de segurança

Conforme  o protocolo de segurança apresentando pela FGF, contempla várias situações. "Quantitativo de pessoas em torno do gramado e de delegação, medidas de recomendação aos clubes em questão de retreinamento. Não foi uma proposta, foi uma situação de protocolo, uma minuta, para ser apresentada ao governador e para ser debatida com ele e com seu gabinete de crise”, destacou Luciano Hocsmann. 

Governador descarta volta dos jogos com público

Por outro lado, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, praticamente descartou uma possível volta do Gauchão com a presença de público nos estádios. "Só estamos considerando o retorno do Gauchão em função de não ter público. Só vemos atividades que signifiquem reunião grandes grupos de pessoas como possibilidade para o pós-pandemia. Mesmo que retomássemos o campeonato, levaria até dois meses para ser finalizado. Entre o período de treinos e o preparo para os jogos. O protocolo faz com que cada região siga um protocolo diferente, o que pode comprometer as condições para que o campeonato ocorra", afirmou o governador Eduardo Leite.

📷 Felipe Dalla Vale/Palácio Piratini