Grêmio Maior lamenta morte de Valdir Espinosa


Valdir Espinosa foi campeão do mundo e da Libertadores pelo Grêmio

Morreu nesta quinta-feira Valdir Espinosa, aos 72 anos de idade. Submetido a uma cirurgia na região do abdômen no dia 17, ele foi internado novamente no dia 20 e não se recuperou. Ele ocupava, atualmente, o cargo de gerente de futebol do Botafogo.

Nascido em Porto Alegre, Espinosa começou sua carreira no futebol como jogador do Grêmio. Atuou por oito anos como profissional, passando por CSA, Esportivo e Caxias. Parou em 1978 e no ano seguinte já iniciou no cargo de treinador do Esportivo.

Desde então, construiu uma carreira sólida, com o auge em 1983, quando comandou o Grêmio campeão da Libertadores e do Mundial. Seu último cargo no Grêmio foi em 2016, quando exerceu a função de coordenador técnico, conquistando o título da Copa do Brasil do mesmo ano. 

NOTA DO GRÊMIO MAIOR: 
"Lamentamos profundamente a morte do nosso eterno treinador campeão do Mundo, Valdir Espinosa. É uma enorme perda para a família gremista. Em todos os momentos em que esteve trabalhando no clube, como técnico ou coordenador técnico, sempre exerceu com muita dedicação e competência. Valdir Espinosa está definitivamente na história do Grêmio. Com certeza, Valdir Espinosa deixará uma grande saudade. Nossas condolências a família".

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS DO GRÊMIO MAIOR