terça-feira, 1 de outubro de 2019

Grêmio Maior se manisfesta quanto a possibilidade de liberação de verba para melhoria nas proximidades do estádio do rival

Movimento Grêmio Maior entende que o entorno da Arena é uma solicitação antiga do Grêmio e dos moradores do bairro Humaitá

Uma matéria divulgada nesta segunda-feira causou indignação por parte dos integrantes do Movimento Grêmio Maior. Por meio de nota técnica emitida pela União, há a sinalização novamente para a prorrogação de prazo para a liberação dos R$ 60 milhões do Ministério da Economia previstos para construir o prédio do centro de eventos, que deve ser construído em área ao lado do estádio Beira-Rio, em uma área de 3,7 hectares.

E o entorno da Arena?

Em reunião realizada no final de agosto deste ano, em Brasília, a Caixa Econômica Federal pediu um prazo maior para analisar as garantias apresentadas pela incorporadora Karagounis para executar as obras no entorno da Arena do Grêmio. As garantias foram entregues em março, durante reunião de conciliação promovida pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. Durante a reunião, a direção do banco se comprometeu em dar "a maior brevidade possível" para o estudo do caso. 

Clube solicita às autoridades, melhorias no entorno da Arena



O Grêmio Maior entende que a solicitação do Clube junto às autoridades para a execução de melhorias no entorno da Arena é bem mais antiga, e que, também, visa dar maior comodidade aos moradores do bairro Humaitá, local que abriga a casa do Grêmio. 

As obras no entorno da Arena são motivo de impasse desde a construção do estádio, concluída em 2012. Entendemos, que tratam-se de medidas importantes e de impacto para o empreendimento na região, que, desde que a Arena começou a funcionar, sofre congestionamentos nos dias de jogos e outros eventos. 

Os estudos das obras no entorno da Arena foram aprovados há um ano pela prefeitura de Porto Alegre. O pré-acordo prevê as duplicações das avenidas AJ Renner e Padre Leopoldo Brentano, e a reformulação de trecho da avenida José Pedro Boessio, além da construção de novas sedes para os serviços de desassoreamento da rede de macrodrenagem do município e para a 2ª companhia do 11º Batalhão da Brigada Militar.

Nós, do Grêmio Maior, solicitamos às autoridades competentes, que intervenham, assim, como está sendo feito para melhorias no entorno do Beira-Rio, nesta questão que se enrola desde 2012, para que tanto o Grêmio, quanto os moradores, possam ser beneficiados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...